Notice: WP_Scripts::localize was called incorrectly. The $l10n parameter must be an array. To pass arbitrary data to scripts, use the wp_add_inline_script() function instead. Please see Debugging in WordPress for more information. (This message was added in version 5.7.0.) in /var/www/vhosts/anandamarga.pt/anandavalley.org/wp-includes/functions.php on line 5663

Notice: WP_Scripts::localize was called incorrectly. The $l10n parameter must be an array. To pass arbitrary data to scripts, use the wp_add_inline_script() function instead. Please see Debugging in WordPress for more information. (This message was added in version 5.7.0.) in /var/www/vhosts/anandamarga.pt/anandavalley.org/wp-includes/functions.php on line 5663

Notice: WP_Scripts::localize was called incorrectly. The $l10n parameter must be an array. To pass arbitrary data to scripts, use the wp_add_inline_script() function instead. Please see Debugging in WordPress for more information. (This message was added in version 5.7.0.) in /var/www/vhosts/anandamarga.pt/anandavalley.org/wp-includes/functions.php on line 5663
bumblebee

Abelhas e polinizadores, um novo começo

Neste período de Covid, mais de um ano, também trouxe muitas coisas boas aqui na Ananda Valley… Na Primavera, por volta de Fevereiro/Março, só nos restavam duas colmeias, e quando os apicultores regressaram ao Brasil, decidi que era essencial passar algum tempo de qualidade com elas.


Passou muito tempo desde a minha última vida ativa com uma colmeia, talvez com 16-17 anos de idade, antes de ir para a Universidade. E agora tenho 48 anos de idade – ouch, o tempo está a passar depressa! Assim, recordando estes velhos tempos, aceitei o desafio e comecei novamente a entrar em contacto com “as abelhas”.

Se nunca passas-te tempo a interagir com uma colmeia, é algo bastante diferente do que se possa imaginar. Uma abelha não é como um gato ou um cão. Mas uma colmeia… é de alguma forma como um super-organismo muito interessante, precisamente como o teu gato, apenas… diferente. Imagina entre 20.000 a 60.000 insectos, voando como se fossem indivíduos, mantendo ainda uma cooperação colectiva tão incrível, e comportando-se como uma entidade única, um indivíduo.

Iberian bees

 

Pode-se sentir quando estão tristes (a minha 3ª família chegou das florestas próximas, no Parque Natural da Serra da Estrela – e rapidamente ficou claramente triste, todas a voar com um humor infeliz, lento, sem qualquer iniciativa, sem qualquer propósito na vida… a razão, a rainha estava a acasalar, e eles pensavam que estavam sem rainha!), quando estão felizes, quando estão chateados contigo (e com a abelha ibérica, vês realmente quando te estão a atacar, não é como as pacíficas abelhas italianas!), quando estão com medo (por exemplo, devido a ataques de vespas asiáticas).

Assim, a aventura começou em Março/Abril de 2021, e com um amigo que me deu regularmente “dias de apicultura”, gradualmente o número de colmeias tornou-se de 4-7-11, e chegou em meados do Verão a 12 colmeias saudáveis, todas vindas do Parque Natural, abelhas selvagens.

Aqui está um pequeno vídeo de um dos melhores enxames que chegaram. Por mero acaso, coloquei a câmara perto de uma colmeia vazia para gravar algumas abelhas visitantes… e fui almoçar com toda a gente em Ananda Valley. Quando voltei para as ver, um enorme enxame de 30.000 abelhas estava a verificar a nova casa e a preparar-se alegremente para um novo ano, no meu jardim:

A experiência foi única: como atrair abelhas selvagens, cuidar, voltar a construir esta relação entre mim e as abelhas, gerir estas palpitações e o medo de não fazer “a coisa certa”, e aprender muitas coisas novas. As minhas abelhas italianas eram bastante diferentes, e o centro de Portugal não é exactamente como as minhas montanhas nos Alpes!


Também tenho alguma experiência com abelhas grandes, que são tão engraçadas e fofas, uma grande experiência para qualquer pessoa que queira mergulhar profundamente no mundo dos polinizadores. E uma experiência simples! Aqui está o meu amigo, carregando muito néctar das flores da Ananda Valley:

bumblebee

Agora vem o Outono, quase zero graus à noite, e estou actualmente a preparar as últimas visitas para o ano. Gosto de as deixar organizar muitas coisas sozinhas, mas… é sempre bom ajudarmo-nos um pouco.


Vou tirar mais algumas fotografias da colheita do mel de Verão. Temos 50kg de extraordinário mel preto, intenso, doce e aromático, um dos melhores tipos de mel de sempre: lavanda selvagem (rosmaninho), urze, e muitas flores selvagens da Serra da Estrela, que no Verão ficam muito intensas, quentes, e quase picantes. Cerejeiras, árvores de fruto e os nossos vegetais também ajudam a dar um sabor diferente de uma forma equilibrada.

Grato Natureza!